Os perigos da obesidade dos cães

A obesidade é uma doença nutricional de origem multifatorial, caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corpórea. A obesidade já atingiu proporções em caráter epidêmico em países desenvolvidos e nos em desenvolvimento. Esse fato gerou preocupação geral para os órgãos de saúde em nosso meio e em diversos países do mundo. A obesidade como crise não é, nos dias de hoje, apenas um assunto humano. A obesidade atravessou a fronteira das espécies.

Segundo estudiosos, acomete entre 20 a 40% da população canina, acarretando aos seus portadores várias disfunções na fisiologia dos sistemas orgânicos quais sejam: cardiovascular, imunológico, osteoarticular, digestório e endócrino. Estes estudos apontam que a obesidade pode ocorrer em consequência da sobrecarga de fornecimento de carboidratos e gorduras excedendo o gasto energético diário, castração, sedentarismo, além de problemas endócrinos e genéticos. Os animais com maior predisposição são castrados; adultos; e animais cujos proprietários são obesos ou idosos.
A obesidade pode ser identificada por vários métodos, como IMCC (Índice de Massa Corpórea Canina), determinação do Peso Corpóreo Relativo (PCR), Estimativa da Porcentagem de Gordura Corpórea (%GC), pelo Escore de Condição Corpórea (ECC), e pela Inspeção e Palpação diretas.
O diagnóstico e reversão da obesidade devem ser feitos antes de suas consequências.

Obesidade canina

A obesidade trata-se de uma condição patológica caracterizada por um acúmulo de gordura maior que o necessário para otimização das funções do corpo, suficiente para deteriorá- las e prejudicar a boa saúde e o bem-estar animal. Em cães, ocorre quando o peso está pelo menos 15% acima do ideal.
Nos países desenvolvidos a prevalência do excesso de peso e obesidade tem vindo a aumentar a uma taxa alarmante, tanto em humanos como na população canina. O termo “epidemia” é já comumente aplicado a esta realidade.
A população canina no Reino Unido está atualmente perto da marca dos sete milhões, espalhados por cinco milhões de lares. Estima-se que 40% dessa população estejam acima do peso, 15% dos quais sendo obesos pelo menos 25% dos cães e gatos do mundo ocidental, incluindo os Estados Unidos, são obesos e precisam perder peso.

O conceito de obesidade leva implícito um transtorno prejudicial para a saúde do indivíduo, sendo esta, capaz de aumentar a incidência de algumas enfermidades. Este fato unido à elevada frequência com que se observa a afecção faz da obesidade uma das formas mais importantes de má nutrição na prática clínica de pequenos animais.

Tel: 11 4486-8730 e 11 97157-5079
adote@encontreiumamigo.com.br